Por Nayara Santos em 18.11.2021

Confira a melhor maneira de montar playlist para lojas

Por Nayara Santos em 18.11.2021

Uma boa playlist para lojas é algo que não deve ser negligenciado, não apenas durante as campanhas de varejo, mas ao longo do ano todo. Muitos comerciantes pecam ao deixar as caixas de som ligadas em uma emissora de rádio local, da qual não se tem controle sobre a programação que é veiculada. Ou então em deixar os vendedores escolherem a playlist que mais lhes agrada.

Pois, já adiantamos, essas não são boas práticas. Isso porque, a música tocada pela emissora ou escolhida pelos vendedores pode não refletir o que a sua marca quer transmitir ou o perfil do público que frequenta a sua loja. Além do mais, corre-se o risco do seu concorrente anunciar na emissora e os spots serem veiculados bem no momento em que a loja está cheia.

Não seria nada interessante que uma oferta de uma loja concorrente fosse ouvida em alto e bom som por todos que estiverem em seu estabelecimento, não é mesmo. É por isso que elaborar uma playlist para lojas é a melhor opção e nós temos algumas dicas para isso. Antes, porém, é interessante que você aprenda um pouco mais sobre customer experience e a importância de criar uma identidade sonora para a sua loja. Vamos lá?

Customer experience: entenda o conceito

Customer experience nada mais é do que a experiência que o cliente tem ao estar em uma loja. Isso começou a ser valorizado quando as empresas perceberam que a relação de compra e venda não estava baseada apenas em uma troca, como acontecia na época do escambo.

No sistema atual, o cliente tem o poder de escolher o local onde ele quer gastar o seu dinheiro. Por isso, ele não compra apenas produtos, mas também experiências. Afinal, porque alguém compraria na loja X, onde o atendimento é ruim, se encontra o mesmo produto na loja Y, onde o atendimento é personalizado?

Ainda, é possível dizer que muitos clientes até preferem pagar um pouco mais caro por um produto, vendido em uma loja onde ele tem certeza de ser bem atendido, ao invés de economizar comprando em um lugar onde o atendimento é ruim. Ou seja, investir em tornar a experiência do cliente a melhor possível é importantíssimo para o seu negócio.

Existem diferentes formas de melhorar a customer experience dos seus clientes. Isso pode ser feito através de treinamentos para os vendedores, automatizando processos na loja, organizando as prateleiras e ilhas de produtos, oferecendo diferentes formas de pagamento, dentre outros. Entretanto, uma das ações que mais se destacam é a criação de uma playlist para lojas. 


O principal objetivo de ter uma playlist na loja é fazer uma ambientação sonora, deixando o local agradável para os clientes enquanto eles fazem as compras. Assim, se o cliente gosta da trilha sonora, a tendência é que ele passe mais tempo na loja e, consequentemente, compre mais alguns itens do que havia inicialmente planejado. Além disso, o cliente também lembrará dos bons momentos que teve na sua loja e voltará para comprar mais.

A importância de identidade sonora para a sua loja

A criação de uma identidade sonora através de playlists para a sua loja faz parte do marketing sensorial, que busca despertar emoções e sentimentos nas pessoas estimulando os cinco sentidos. Assim, fazer a aromatização da loja, investir em uma iluminação diferenciada, organizar os produtos de modo que o cliente possa tocá-los, e ter uma playlist única fazem parte dessa estratégia. 

Confira o nosso Guia completo sobre marketing sensorial no varejo para saber mais sobre essa importante estratégia de marketing.

Entretanto, a música vai além de simplesmente melhorar a customer experience, ela te ajuda a reforçar a sua marca. Ou seja, ela permite que você transmita uma mensagem aos clientes, facilitando a criação de uma empatia entre o consumidor e a sua marca. Vale a pena lembrar que, quando o cliente se identifica com uma marca, a tendência é que ele nem sequer veja o que a concorrência está fazendo.

Para criar a identidade sonora da sua marca, você precisa entender os dois conceitos a seguir:

  • Music branding: quando a marca, ao longo do tempo, vai criando a sua identidade sonora e construindo essa relação com o consumidor. É uma estratégia que deve ser pensada para médio e longo prazo. Um exemplo de music branding é a criação de playlists para loja que sejam exclusivas e únicas da sua marca;
  • Sound branding: quando o gestor possui pouco tempo para transmitir uma mensagem ao consumidor. Os jingles são um bom exemplo de sound branding.

É importante dizer que você não precisa necessariamente escolher uma ou outra estratégia. Muito pelo contrário, o ideal é que essas ações sejam complementares. Mesmo porque, elas são utilizadas em diferentes momentos, assim, podem ser associadas sem nenhum problema.

Como criar uma identidade sonora

O processo de criação de uma identidade sonora para a sua marca requer algumas análises e reflexões. Afinal de contas, é preciso entender qual é a mensagem que a sua marca quer transmitir para os consumidores, e qual a sensação que você quer despertar no cliente enquanto ele faz as compras.

Por isso, a primeira coisa que deve ser feita para criar uma identidade sonora é um estudo da marca. Pense não apenas na mensagem, mas qual o problema que você está resolvendo para o seu consumidor. 

Também é importante criar diretrizes sonoras únicas, que sejam pensadas e customizadas exclusivamente para a sua marca. Assim, você não corre o risco de parecer com o seu concorrente ou com qualquer outra loja. Isso fará com que a customer experience seja única quando o cliente estiver na sua loja.

Outra reflexão importante é definir como e onde a playlist será utilizada. Por exemplo, dependendo do ramo do varejo que a sua loja faz parte, você terá clientes com diferentes perfis em diferentes horários ao longo do dia. Da mesma forma, você também terá momentos de maior movimento e de menor movimento. O ideal é que a sua playlist seja capaz de agradar a todos os perfis de consumidores, bem como dite o ritmo das compras.

Playlist para lojas: veja algumas dicas práticas

Agora que você já sabe o conceito de customer experience, a importância da playlist para lojas e de criar uma identidade sonora para a sua marca, provavelmente deve estar se perguntando sobre como desenvolver uma lista de músicas personalizada, não é mesmo? Veja, a seguir, algumas dicas!

1 . Combine o gênero musical ao do cliente

É muito importante que seja feita uma pesquisa acerca do seu público, para que se entenda qual é o seu gosto musical. Uma loja que atende consumidores de alto poder de compra e vende artigos de luxo, não pode tocar música sertaneja ou funk, por exemplo. Nesse caso, seria mais interessante um jazz ou algo do gênero.

Já uma loja de calçados, que tem um público jovem e urbano, pode muito bem tocar músicas de gêneros como o rap, o hip hop e o rock alternativo. Já um comércio de perfumarias e maquiagens, que atende a um público predominantemente jovem e feminino, provavelmente se daria bem tocando os últimos sucessos do pop nacional e internacional.

Todas essas questões, porém, podem mudar de negócio para negócio, região para região, entre outras variáveis. É importante que tudo isso seja considerado, sem falar que também é necessário realizar um estudo minucioso para conhecer mais o público-alvo e criar uma playlist para lojas que seja realmente eficiente.

2. Combine a playlist com a identidade da marca

Como falamos anteriormente, é fundamental que a playlist reflita a identidade da sua marca. Por exemplo, se você possui uma loja de roupas que vende peças modernas e da última moda, então a música deve refletir isso, uma playlist ideal provavelmente incluiria músicas eletrônicas.

Podemos citar como um bom exemplo de sucesso a playlist criada para a conhecida marca de calças jeans, a Levi ‘s. Com quase 170 anos no mercado, a marca possui tradição, ao mesmo tempo que também oferece peças modernas aos clientes. Por isso, a playlist deve conter algumas músicas clássicas, ao mesmo tempo em que traz elementos modernos.

3. Tenha cuidado com o volume

É preciso ter cuidado com o volume que as músicas são reproduzidas. A ideia é que a música não seja reproduzida muito baixa, a ponto de não ser ouvida, mas também não ultrapasse um limite máximo, que dificulte o entendimento de pessoas conversando, por exemplo.

A música deve ser reproduzida de forma que sirva como uma espécie de trilha sonora, como vemos em um filme, quando os personagens conversam enquanto há um áudio tocando no fundo.

Vale lembrar que o volume muito alto também pode perturbar os vendedores e clientes. Isso certamente não traria uma imagem positiva para a sua loja, poderia diminuir as suas vendas e até mesmo interferir na produtividade dos vendedores.

4. Evite a repetição de músicas

A repetição das músicas é um outro fator que deve ser cuidado por quem elabora uma playlist para lojas. Deve-se evitar que as mesmas canções sejam reproduzidas em períodos próximos, evitando assim que os clientes que estão na loja em determinado momento não escutem a mesma música diversas vezes.

Muitas lojas cometem o erro de criar um anúncio e colocá-lo no replay automático, com o áudio sendo reproduzido à exaustão. Essa é uma falha grave e as pessoas podem enjoar e se irritarem, gerando um efeito contrário ao esperado.

5. Dê atenção para os horários de fluxo

Um ponto importante a ser observado diz respeito ao horário em que as músicas são reproduzidas. Após as 18 horas, por exemplo, as pessoas tendem a estar mais cansadas e estressadas, por estarem retornando de um dia longo de trabalho.

Nesse caso, as músicas reproduzidas precisam ser mais calmas, pouco agitadas. Isso porque os clientes não estão no clima para ouvir uma canção muito agitada ou dançante, por exemplo.

Em outros horários, em que as pessoas estão mais animadas, não é errado reproduzir músicas com batidas mais intensas. No entanto, tudo precisa ser alinhado, de acordo com o gosto do cliente e com a identidade da marca, como comentamos.

6. Mantenha a playlist atualizada

Outro ponto fundamental na hora de montar uma playlist para loja é mantê-la sempre atualizada. Isso não significa que você precisa incluir sempre os últimos sucessos, mas que deve revisar a playlist de tempos em tempos. Caso contrário, assim como a repetição pode ser um problema, tocar sempre a mesma playlist pode ser exaustivo, principalmente para os vendedores.

Vale a pena dizer que, você pode sim incluir músicas mais antigas na sua playlist, dando sempre preferência para os clássicos. Por exemplo, clássicos do rock, ou de qualquer outro estilo musical.

7. Contrate uma empresa especializada

Por mais que pareça fácil em um primeiro momento, elaborar uma playlist para lojas não é nada simples. São muitos os fatores envolvidos e nem sempre o gerente ou responsável pelo marketing do estabelecimento tem tempo para isso. Contar com uma equipe especializada, portanto, é o mais indicado.

A ListenX é uma dessas empresas. Ela te ajuda a criar playlists exclusivas para a sua loja, que reflitam a personalidade da sua marca e conversem diretamente com os clientes. Com a sua rádio personalizada, você ainda poderá incluir anúncios exclusivos de ofertas, promoções e jingles ao longo da programação.

São mais de 60 playlists nos mais diversos estilos musicais que você poderá reproduzir na sua loja e conforme a sua necessidade. Elas ainda são classificadas conforme o nível energético, facilitando a escolha para cada momento do dia. E, tudo isso funcionando offline, ou seja, sem se preocupar com a sua conexão de internet.

Não perca a oportunidade de aumentar as suas vendas e encantar os seus clientes. Venha fazer um teste gratuito por 10 dias e conferir os resultados. 

Compartilhe este artigo em suas redes sociais, para que mais pessoas conheçam o poder que as músicas têm para estimular as compras em uma loja. Afinal, se trata de algo bastante interessante e que pode interessar muita gente.

Tenha a playlist ideal para melhorar o ambiente de compra e aumentar seus resultados

A música certa tem o poder de aumentar o tempo de permanência na loja, a fidelização dos seus clientes e consequentemente potencializar as suas vendas.

Com a Listenplay você terá acesso a diversas playlists criadas por especialistas em música para negócios, atualizadas mensalmente e livre de repetições, criando o ambiente perfeito de compra. 

Além disso, te ajuda a divulgar suas promoções no momento certo e em tempo real. Tenha anúncios instantâneos, locutores profissionais e virtuais e assistente de Inteligência Artificial para criar suas campanhas.

Aproveite o nosso período de teste grátis para melhorar a experiência dos seus clientes e divulgar todas as suas promoções no som ambiente do seu negócio, enquanto os clientes estão dentro da sua loja, com o produto na prateleira e o cartão no bolso.

Teste grátis agora mesmo a Listenplay e ofereça o ambiente de compra perfeito para os seus clientes!

Compartilhe

Você também pode gostar

7 estratégias de marketing inspiradas pelo mundo da música!

Inspirar e motivar pessoas são alguns dos principais fundamentos e estratégias de marketing existentes. Interligar aquele que tem uma necessidade ao produto ideal é muito mais eficiente quando isso acontece de forma fluida e a partir de ambos os lados.  A boa notícia é que existem ferramentas que as estratégias de marketing podem utilizar para…

Por Nayara Santos em 13.06.2022

Música Gospel para estabelecimentos comerciais: quando e como usar?

Será que eu posso tocar música gospel no meu estabelecimento comercial? Essa é uma dúvida bastante frequente dos varejistas, por isso preparamos um artigo para te contar mais se esse é o estilo adequado e como a música pode influenciar a sua loja. Vale a pena lembrar que a escolha do som ambiente de uma…

Por Nayara Santos em 24.01.2024

Influências da música na sua loja

Você já ouviu falar sobre a influência da música em uma loja? Se não ouviu então precisa conhecer mais a respeito. Afinal, em um mercado cada vez mais competitivo, encontrar formas de se destacar da concorrência e vender mais é fundamental. E, a música pode ser esse diferencial que você estava procurando. Apenas para se…

Por Nayara Santos em 16.11.2023

Rádio Ambiente: a maneira mais fácil de resolver o problema de músicas no seu negócio

Você sabia que contar com uma rádio ambiente pode resolver todos os problemas que você tem com música no seu negócio? Veja tudo no texto que preparamos abaixo.

Por Nayara Santos em 30.11.2023

Como escolher a empresa de música certa para seu negócio.

A escolha da empresa de música certa é um dos principais passos em direção ao sucesso. A trilha sonora do seu estabelecimento não é apenas um som de fundo, mas sim uma peça vital na composição da experiência do cliente.  Seja um restaurante acolhedor, uma boutique elegante ou um espaço de coworking moderno, a música…

Por Nayara Santos em 24.01.2024

Músicas que acalmam o ambiente funcionam para lojas?

A música tem o poder de influenciar nas emoções e até mesmo nas ações de qualquer pessoa. Prova disso é como nos sentimos quando estamos em um local com uma música mais agitada ou calma. Aos poucos vamos ficando mais animados ou calmos, respectivamente. Mas, será que essa mesma estratégia funciona no varejo? Ao reproduzir…

Por Nayara Santos em 02.01.2024

Quebra de contrato: saiba como funcionam os contratos de rádio indoor e music branding

Melhorar a experiência do cliente enquanto ele está na sua loja é o melhor caminho para ter consumidores fiéis e conseguir vender mais. Isso pode ser feito de diversas maneiras, mas geralmente a combinação de elementos é que criará um ambiente único. Por isso, é importante caprichar na decoração, cores, organização da loja e, claro,…

Por Nayara Santos em 24.01.2024

Posso colocar músicas sem direitos autorais no meu negócio?

Essa é uma dúvida bastante frequente para quem tem ou está pensando em ter música ambiente na loja. Afinal, um pensamento comum é: será que colocar músicas sem direitos autorais no meu negócio pode ser aquele famoso barato que sai caro?  Algumas músicas, chamadas de trilhas brancas, não possuem direitos autorais. Ou seja, elas podem…

Por Nayara Santos em 30.11.2023

Som para ambientes comerciais: 5 dicas para implementar

Texto produzido pela Frahm   O som para ambientes comerciais é uma estratégia utilizada por empresas que querem melhorar o relacionamento, reter clientes por mais tempo no ambiente, aumentar as vendas e aproveitar outras vantagens. Isso porque a música tem forte influência sobre o comportamento humano, despertando sentimentos, sensações e ações.  Quando um cliente se…

Por Nayara Santos em 17.08.2022

Receba nossos conteúdos exclusivos