Por Nayara Santos em 31.05.2022

5 cases de branding sensorial: conheça agora!

Por Nayara Santos em 31.05.2022

Conhecer cases de branding sensorial é muito interessante. Isso se justifica porque, ao visualizar o que outras marcas fazem, você pode se inspirar para desenvolver ações no seu negócio e conquistar mais prestígio perante o seu público.

Porém, se você não sabe ao certo do que se trata o branding sensorial, não se preocupe! Antes de falarmos sobre os cases de sucesso, vamos explicar brevemente esse conceito. Ainda, ao final desse artigo, você encontra todas as informações necessárias para implementar o branding sensorial na sua loja. Continue a leitura e saiba mais, nos tópicos a seguir!

Branding sensorial: entendendo o conceito

Podemos definir o branding sensorial como um conjunto de estratégias voltadas para o gerenciamento de marcas e que envolvem um ou mais dos 5 sentidos do corpo humano: tato, olfato, audição, visão ou paladar.

Por meio do branding sensorial, a marca pode melhorar a relação e os contatos com os seus clientes. Ela deixa de ser apenas simbólica e passa a ser algo que pode ser sentido pelos consumidores. Essa aproximação consegue fazer com que as pessoas vivenciem mais a marca, de modo que ela colherá mais resultados positivos.

O branding sensorial tem base em estudos de diversas áreas, como o marketing, a psicologia e até mesmo a anatomia. Isso porque os estudos do corpo humano comprovam que o nosso cérebro reage de maneira diferenciada a diferentes estímulos.

Ao entrar em uma loja que tem uma música agradável tocando, que faça com que o cliente se sinta mais à vontade para comprar, por exemplo, essa pessoa será estimulada a adquirir mais produtos.

Se o ambiente for desagradável e barulhento, essa pessoa não fará uma boa associação da marca com o ambiente que ela proporciona. Assim, as chances de ele deixar o estabelecimento sem comprar nada são reais.

5 cases de branding sensorial que são um sucesso

Conheça agora alguns cases de sucesso de branding sensorial que conseguiram destacar as marcas, ao mesmo tempo em que cria uma maior proximidade com o cliente. 

1. Melissa

A marca de calçados Melissa é muito forte, arrastando uma verdadeira legião de fãs. Na internet, são muitos os grupos de Facebook e clubes de adoradores das sandálias de plástico.

No caso da Melissa, o branding sensorial está vinculado ao olfato. Todos os calçados e acessórios da marca têm um cheiro específico, que é reconhecido de longe pelos consumidores fiéis. Inclusive, se você já usou algum produto da Melissa ou conhece o cheiro, provavelmente deve ter se lembrado dele agora. Entendeu a importância do branding sensorial?


Para isso, a empresa desenvolveu um composto, que é colocado em todos os produtos e dá o popular aroma das sandálias. Também há a preocupação de fazer com que o cheiro permaneça por muito tempo no calçado, mesmo depois de ele já ter sido utilizado por diversas vezes.

2. Coca-Cola

A Coca-Cola é reconhecida por ser uma das empresas que mais investem em marketing no mundo. No caso do branding sensorial, são trabalhadas ações utilizando o tato e a visão. Sem falar que ainda desperta a curiosidade das pessoas ao guardar a sua fórmula a sete chaves, ou seja, ainda estimula o paladar.

Isso porque as garrafas de vidro do refrigerante trazem um formato bastante específico. De tal maneira, mesmo que seja tapado o logotipo, um conhecedor da marca reconhece qual é a garrafa da Coca-Cola, em meio às das concorrentes.

Se você colocar um conhecedor da marca em um ambiente escuro e pedir para ele tatear garrafas de refrigerante diversas, ele também conseguirá identificar a da Coca-Cola. Afinal, a embalagem da Coca-Cola tem um layout diferenciado e que foge do padrão.

Ainda falando em Coca-Cola, também podemos falar sobre o paladar, que é utilizado no branding sensorial. O refrigerante tem uma receita exclusiva, que há décadas vem sendo copiada pela concorrência.

No entanto, por mais que se aproxime, nenhum refrigerante concorrente tem o mesmo sabor que a Coca-Cola. Os consumidores percebem isso. Se você fizer um teste agora e der um copo com Coca-Cola e outro com um refrigerante sabor cola de qualquer marca para um amigo, certamente ele acertará qual é o da marca famosa.

3. Mahogany

A famosa marca de cosméticos e perfumaria Mahogany também tem cases de branding sensorial bem desenvolvidos. Um deles é a utilização do music branding em suas lojas.

Todas as músicas tocadas na playlist da loja são previamente escolhidas, para que representem aquilo que a marca quer passar. Isso faz com que os clientes possam se sentir bem no local e animados para fazer as compras.

O resultado desse investimento é que as lojas passaram a faturar mais, uma vez que o music branding é bem trabalhado e atrai consumidores.

4. Lacoste

Entre os cases de branding sensorial de sucesso também está a Lacoste. Assim como a Mahogany, a audição foi a escolhida para trabalhar essa estratégia.

Para isso, todas as lojas da marca padronizaram as músicas que são tocadas. A ideia é que apenas sejam escolhidas músicas que condizem com a cultura organizacional da marca e com a mensagem que ela quer passar.

De tal maneira, foi possível proporcionar uma experiência de compra mais agradável para os clientes. Isso resulta em crescimento de vendas e também aumenta as chances de reter consumidores, já que as pessoas se sentirão mais à vontade para voltar ao local. Afinal, elas terão uma boa experiência.

5. Dunkin’Donuts

Você provavelmente já ouviu falar na marca de rosquinhas Dunkin’ Donuts? Ela é muito popular em vários países do mundo. Com cafeterias espalhadas em diversos locais do globo, a empresa desenvolveu uma ação inovadora.

Na cidade de Seul, capital da Coréia do Sul, a marca uniu experiência sonora e olfativa para as pessoas que utilizam o transporte público local. Nos ônibus que circulam pela cidade, foram instalados dispensadores, que soltavam o aroma de café.

Na rádio interna do ônibus, tocavam músicas variadas e, entre uma faixa e outra, eram veiculados anúncios da cafeteria. Assim que o spot radiofônico era reproduzido, os dispensadores soltavam o aromatizador com cheiro de café.

A ideia era relacionar o aroma de café fresquinho com a marca e convidar as pessoas para passarem bons momentos na cafeteria. Interessante e muito criativo, não é mesmo?

Como implementar o branding sensorial na sua loja

Depois de conhecer esses cases de sucesso, provavelmente você ficou interessado em implementar o music branding na sua loja. Isso é, sem dúvida alguma, um bom sinal, já que você conseguirá atrair mais clientes e aumentar as suas vendas.

Entretanto, esse é um processo que exige planejamento e disciplina para ser implementado. Caso contrário, ao invés de oferecer ao cliente uma experiência de compras incrível, você corre o risco de espantar os clientes da sua loja.

Por isso, trouxemos todas as informações que você precisa saber para ter um branding sensorial de sucesso na sua loja.

Saiba qual mensagem a sua marca quer passar

O primeiro passo para fazer um branding sensorial de sucesso é conhecer bem a sua marca e saber qual mensagem você quer passar para os clientes. Lembre-se que a ideia do branding é, dentre outras, reforçar a imagem da sua marca, por isso, a estratégia adotada deve condizer com a personalidade que a sua marca possui.

Portanto, se a sua marca possui uma personalidade mais descontraída, você pode ser um pouco mais ousado na estratégia e escolher cheiros mais marcantes, ou músicas com um nível maior de energia. Por outro lado, se a sua marca é mais séria, então você deve optar por fragrâncias mais sutis e músicas com um ritmo mais tranquilo.

Conheça o seu cliente

Para ter um bom branding sensorial, que seja capaz de agradar aos seus clientes, você precisa primeiro conhecer bem o perfil dos consumidores que compram na sua loja. E isso vai muito além daquele perfil de público-alvo que você fez quando abriu o negócio.

Neste caso, o ideal é que você opte por criar personas, que nada mais são do que personagens fictícios que representam os diferentes públicos que frequentam a sua loja. Para cada persona você precisará definir não apenas idade, gênero, classe social, mas também quais os estilos de música que a agradariam, o que é importante para que ela opte por comprar um produto ou não, qual o estilo de vida dessa persona, e assim por diante.

Lembre-se que, quanto melhor você conhecer o seu cliente, melhor. E isso não apenas no branding sensorial, mas em qualquer outra estratégia de marketing que você vá implementar na sua empresa.

Faça uma análise do que a concorrência está fazendo

Outra etapa importante no planejamento do music branding é com relação à análise da concorrência. Saber exatamente o que eles estão fazendo é importante para que você consiga pensar em estratégias diferentes, ou mesmo em como realizar a mesma estratégia, mas de uma forma diferenciada.

Lembre-se que, quando você consegue se destacar da concorrência, o cliente vai lembrar da sua loja, ao invés de confundir as duas ou achar que tanto faz comprar em uma ou em outra. Para isso, você pode procurar por notícias na mídia ou mesmo fazer visitas às lojas como um cliente. 

Esse é o momento de anotar tudo o que você vê e percebe, desde o cheiro, a música, a iluminação, o uniforme dos vendedores, como a loja está organizada, qual é o layout, dentre outros. E não se esqueça de procurar a opinião dos consumidores sobre esse estabelecimento. Assim, você saberá exatamente o que está agradando e o que está deixando os consumidores descontentes.

Conheça as estratégias

Nos nossos cases de sucesso você conheceu algumas das estratégias de branding sensorial que você pode implementar na sua loja. Lembre-se que tudo conta na hora de oferecer uma experiência incrível para os clientes e reforçar a sua marca.

Portanto, capriche na decoração da loja, faça decorações em datas comemorativas, ofereça um uniforme para a sua equipe de vendas, mantenha a loja sempre organizada. Apenas isso já vai deixar a loja com outra cara.

E, se decidir implementar a música, você pode contar com a ajuda de especialistas em audio branding. Com eles você pode ter uma playlist feita exclusivamente para a sua marca e para os seus clientes. Se quiser conhecer tudo sobre essa estratégia, é só fazer o download gratuito do nosso e-book Guia Completo de Audio Branding: Saiba como aplicá-lo na sua empresa.

Verifique o orçamento

Não importa o quanto as ações de branding sensorial sejam sensacionais e importantes para a sua loja, a implementação não pode estourar o seu orçamento. Por isso, determine qual é o caixa disponível para essas ações.

Em seguida, faça uma análise de quanto custaria cada uma das ações que você quer implementar e verifique se tem como fazer ou não. Caso falte pouco para o valor, você pode tentar negociar com o fornecedor, ou mesmo aguardar mais um ou dois meses para ter o branding sensorial na sua loja.

E, mesmo que você decida pegar um empréstimo e encare a implementação dessas ações como um investimento (o que na verdade é), não deixe de fazer as contas e saber exatamente quanto isso vai te custar nos próximos meses. Controle financeiro é essencial em qualquer negócio do varejo. Vale a pena lembrar que você ainda pode fazer a implementação por etapas.

Agora você já sabe mais sobre como utilizar os 5 sentidos do corpo humano para trabalhar a sua marca. Quem sabe, o seu negócio não se torna o próximo a ser comentado em uma lista com cases de branding sensorial de sucesso?

Tenha a ferramenta completa para entregar experiências e aumentar seus resultados

A Listenplay te ajuda a divulgar suas promoções no momento certo de compra e em tempo real. 

Tenha anúncios instantâneos, locutores profissionais e virtuais, assistente de Inteligência Artificial e diversas playlists criadas por especialistas em música para negócios criando o ambiente perfeito de compra. 

A música certa tem o poder de aumentar o tempo de permanência na loja, a fidelização dos seus clientes e consequentemente potencializar as suas vendas.

Aproveite o nosso período de teste grátis para divulgar todas as suas promoções e impactar os seus clientes no momento certo: quando estão dentro da sua loja, com o produto na prateleira e o cartão no bolso.

Teste grátis agora mesmo a Listenplay e não perca mais vendas por falta de estratégia!

Compartilhe

Você também pode gostar

Marketing de influência: 5 dicas para estruturar da melhor maneira

Você sabe sobre o que se trata o marketing de influência? Esse termo pode até ser desconhecido por muitas pessoas, no entanto, essa prática é implementada bem antes do surgimento da internet. Líderes religiosos, políticos, esportistas e famosos eram alguns exemplos de pessoas que se encarregavam por divulgar uma determinada marca e, dessa forma, exercerem…

Por Nayara Santos em 11.09.2019

Slogan para salão de beleza: 4 dicas para criar o seu

Ter um slogan para salão de beleza pode ser uma ferramenta poderosa para se destacar da concorrência e atrair mais clientes. Já que um slogan bem pensado pode ajudar a reforçar a identidade do salão, transmitir os valores e propósitos da marca e criar um vínculo emocional com os clientes. Criar um slogan pode não…

Por Nayara Santos em 16.05.2023

Como Definir Estratégias de Marketing Para Lojas de Varejo

O marketing é uma ferramenta de extrema importância no mundo dos negócios, seja para empresas de serviços ou varejo. A atenção voltada para esse aspecto na área varejista é ainda mais indispensável, pois exige aprender a como definir estratégias de marketing que gerem valor e, principalmente, de garantir que sempre tragam novos clientes ao ponto…

Por Nayara Santos em 23.05.2018

Vitrine de salão de beleza: 4 dicas de como montar

Você já reparou na importância de uma vitrine bem elaborada? No mundo dos salões de beleza, a vitrine desempenha um papel crucial para atrair clientes e transmitir a essência do negócio. Sem falar que ela é como um cartão de visitas, capaz de despertar a curiosidade e o desejo de quem passa na frente do…

Por Nayara Santos em 29.05.2023

Posicionamento de marca: por que ele é tão importante para a estratégia?

O posicionamento de marca de uma empresa reflete na forma como ela é percebida não só pelos seus clientes, como também por fornecedores e outros stakeholders do negócio. Esse conceito envolve tanto a forma como eles veem a empresa quanto o modo como ela própria quer ser enxergada. Vale destacar que, quando bem-feito, pode ajudar…

Por Nayara Santos em 27.05.2020

Vendarketing: entenda o que é e como implementar esse conceito

O objetivo de toda empresa é crescer. Para isso, é preciso atrair mais clientes para a sua loja ou para comprar sua solução. Além da atração de novas pessoas, é preciso proporcionar boas experiências a fim de fazer os consumidores voltarem e promoverem o negócio para amigos e parentes. Uma das formas de garantir o…

Por Nayara Santos em 23.09.2019

6 principais métricas para franquias que precisam ser avaliadas

Você tem um negócio, mas ainda não consegue medir de forma adequada se ele vai bem ou não? Nesse caso, é importante obter mais conhecimento sobre as métricas para franquias, que auxiliam nesse monitoramento. Basicamente, elas funcionam como um termômetro, servindo para medir a saúde da sua empresa. Com isso, é possível conferir quais são…

Por Nayara Santos em 16.01.2020

30 nomes criativos para loja de moda íntima, confira!

O nome da loja é fundamental para conseguir transmitir os atributos da marca para os clientes assim que eles o escutam. Quando falamos em moda íntima, é essencial que o nome da loja possa transmitir sensualidade, confiança e romantismo. Apesar disso, a escolha do nome é um passo importantíssimo e é uma tarefa que pode…

Por Nayara Santos em 26.06.2023

Entenda como funciona o neuromarketing na prática

Sabia que marketing e ciência andam juntos? Muitas marcas estudam a mente dos consumidores a fim de gerar mais vendas. Para ver como isso está no nosso cotidiano é só observar a escolha de certos produtos que fazemos, porque eles remetem a momentos bons que tivemos e que a marca estava presente. Mas como funciona…

Por Nayara Santos em 18.10.2019

Receba nossos conteúdos exclusivos